Cruzeiro vence, Atlético perde e América empata no fim de semana de futebol dos mineiros.

0
435

A bola rolou no sábado pela série B do Campeonato Brasileiro. No Independência, em Belo Horizonte, o América não saiu do 0x0 com o Operário. Em jogo muito disputado e com mais de 40 faltas, as equipes não conseguiram criar grandes chances. No primeiro tempo o Operário foi superior, principalmente em chutes de fora da área de Allan Vieira e Mailton, que fizeram o goleiro Jori trabalhar. O América até chegou a balançar as redes, mas o gol foi anulado pela arbitragem, alegando impedimento de Diego Ferreira, que deu o passe para o autor do gol anulado. Na etapa complementar, o Operário foi pra cima, mas foi o América a equipe superior. Mesmo não criando grandes chances, o Coelho foi melhor, porém errando muitos passes e assim, não conseguindo dar trabalho ao goleiro Rodrigo Viana.

Pela série A, domingo (01/09), na Arena Corinthians, para 32.205 torcedores, o Atlético foi derrotado por 1×0. No primeiro tempo, com um jogo muito movimentado, o Corinthians teve maior posse de bola, mas levou alguns sustos. Ricardo Oliveira e Chará criaram boas chances para o Atlético, porém não conseguiram marcar. Na etapa complementar, o Corinthians conseguiu melhorar na marcação e diminuir os espaços do Atlético, mas não conseguiu sufocar no ataque. Mateus Vital e Pedrinho, criaram algumas boas chances para a equipe corinthiana. Somente aos 42 minutos o Timão abriu o placar. Após uma falha do goleiro Cleiton, que bateu o tiro de meta nos pés de Mateus Vital, o meia serviu Gustavo, que finalizou sem chances de defesa. O Atlético ainda pressionou no fim, mas não adiantou. Final: Corinthians 1×0. Com o resultado, o Atlético fecha a 17º rodada na sétima colocação, com 27 pontos. O Galo volta a campo no próximo domingo, também pelo Brasileirão, contra o Botafogo, no estádio Nilton Santos.

No Mineirão, a Raposa levou a melhor sobre o Vasco, vencendo a equipe cruzmaltina por 1×0. Antes da bola rolar, o árbitro que estava escalado para apitar a partida teve que ser substituído. Héber Roberto Lopes sentiu um mal-estar e teve que deixar o Mineirão de ambulância. Apitou Marcelo Aparecido de Souza, que seria assistente do VAR.

Com a bola rolando o Cruzeiro começou intenso. Na primeira oportunidade, teve um gol de Marquinhos Gabriel bem anulado, mas a forte intensidade não durou mais que dez minutos. A partir de então, o Vasco se organizou em campo, chegou a dar alguns chutes de fora da área com Pikachu e Danilo Barcelos. O Cruzeiro só voltou a assustar no fim do primeiro tempo, em cobrança de falta com Robinho. Na etapa complementar o Cruzeiro começou bem novamente, mas na primeira decida vascaína Fabrício Bruno cometeu pênalti sobre Pikachu. O próprio capitão foi pra batida, onde brilhou a estrela de Fábio fazendo a defesa. Mesmo após o pênalti perdido o Vasco não se abalou. Foi onde apareceu Rogério Ceni. O técnico tirou Thiago Neves e colocou o jovem de 18 anos, Maurício. Após boa jogada de David, o jovem atacante celeste aproveitou a sobra, dentro da área para bater firme, de perna esquerda. Placar final: Cruzeiro 1×0 Vasco. Público no Mineirão foi de 26.052 torcedores, para uma renda de R$ 281.902,00. Mesmo com a vitória, o Cruzeiro permaneceu na 16° posição, com 18 pontos. A equipe volta à campo na próxima quarta-feira, contra o Internacional, pelo duelo de volta da Copa do Brasil. No jogo de ida o Cruzeiro perdeu no Mineirão por 1×0, agora precisa vencer por no mínimo dois gols de diferença para avançar à final da competição. Pelo Brasileirão, o Cruzeiro joga no domingo (08/09), contra o Grêmio, às 11h00 da manhã, no Mineirão.

*COM INFORMAÇÕES, GUILHERME HENRIQUE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here